Governo da Espanha vai leiloar 380 megawatts para geração de eletricidade com biomassa até 2025

Calendário de leilão
O primeiro leilão será realizado em dezembro de 2020.

O lançamento de 380 MW em 2025 representa um aumento da demanda por biomassa de origem florestal e agrícola de cerca de 4 milhões de toneladas. Atualmente, com cerca de 900 MW operando na Espanha, a demanda gira em torno de 9 milhões de toneladas de biomassa, principalmente resíduos da indústria do petróleo, da indústria da madeira e do papel e de outros biocombustíveis de origem florestal e agrícola.

O Ministério da Transição Ecológica e do Desafio Demográfico planejou convocar um leilão em dezembro para a alocação do regime econômico de geração de eletricidade com biomassa por 80 megawatts (MW). Isso se reflete no calendário quinquenal previsto na portaria que regulamentará esse novo mecanismo de leilão e que iniciará seu processo de audiência pública.

O ministério quer realizar um leilão de 3.100 megawatts este ano: 1.000 MW serão usados ​​para energia eólica; outros 1.000 MW à fotovoltaica e 80 MW à biomassa, restando o restante da potência a ser atribuído sem restrição tecnológica.

Posteriormente, e todos os anos, entre 2021 e 2025, 60 MW serão alocados para geração de energia de biomassa. No total, está prevista uma alocação mínima de 380 MW de geração de eletricidade a partir de biomassa. Os leilões que o ministério pretende realizar até 2025, fixam uma meta mínima de 19.440 megawatts, destacando a fotovoltaica e a eólica como os principais destinatários das atribuições. 

Até o dia 18 de novembro, as denúncias estão sendo encaminhadas para adequar ainda mais os leilões a um modelo de energia eficiente e, uma vez aprovado o pedido, cada convocação será especificada por meio de resolução da Secretaria de Estado de Energia, que será publicada em o Diário Oficial do Estado e que detalhará as regras de aplicação em cada leilão. Este novo regime econômico de energias renováveis É imprescindível cumprir os compromissos de descarbonização que a Espanha adquiriu no Acordo de Paris e como Estado membro da União Europeia. Esses compromissos já estavam contemplados no Plano Nacional Integrado de Energia e Clima (PNIEC) 2021-2030, que prevê a instalação de cerca de 60.000 MW renováveis ​​na próxima década e que inclui, entre suas medidas, o desenvolvimento deste tipo de leilões. Para geração de eletricidade com biomassa, o PNIEC espera atingir 1.408 MW em 2030, favorecendo assim uma tecnologia renovável que funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana e favorece o ambiente natural e a sociedade rural espanhola de forma essencial.  

fonte: www.avebiom.org

www.miteco.gob.es

www.Cincodías.es