Testes de combustão de lascas comerciais de diferentes umidades e com diferentes finos realizados pelo GRUPO NAPARPELLET são apresentados ao Prêmio Expobiomasa 2019 Innovation

Testes de combustão comercial por lascas de diferentes umidades e com diferentes conteúdos finos

Grupo Naparpellet realizou testes de combustão de chips de pinus em uma planta piloto de combustão de 500 kWt grades no CEDER-CIEMAT, em Soria.

Os lotes de lascas testados diferentes tamanhos de umidade e partículas. Duas fases foram realizadas, no primeiro foram utilizadas lascas úmidas, semi-úmidas e secas; e na segunda fase, foram utilizados dois outros lotes de lascas da modalidade seca, o primeiro com notável teor de finos, e o segundo selecionado para eliminar partículas finas. Com todos os lotes foi possível realizar a combustão de forma eficiente e sem problemas operacionais, exceto com um lote inicial de 53% de umidade, posteriormente descartado.

A qualidade dos chips testados, com base nas especificações do padrão UNE-EN ISO 17225-4: 2014, é classe de propriedade A1 para chips secos e selecionados; Qualidade A2 para lascas secas com lascas finas e semi-úmidas; Chips úmidos só podem ser classificados em qualidade B.

Os resultados indicam que a emissão de partículas é claramente influenciada pela qualidade dos chips. A triagem de cavacos permite atingir os níveis de emissão de partículas de acordo com a ECODESING aplicável a equipamentos de combustão sólidos da 2020. Assim, o nível de umidade e peneiramento da lasca influencia muito as emissões de NOx, SO2, CO, COT e partículas.

As eficiências de combustão calculadas nos permitem concluir que também na eficiência é possível encontrar melhorias com base na qualidade do combustível. O eficiência máxima foi encontrado 92,3% para Chips A1.

O controle da qualidade do combustível é um ponto fundamental a considerar para alcançar um uso sustentável dos biocombustíveis sólidos para que as aplicações energéticas das mesmas sejam eficientes e respeitosas com o meio ambiente.

Os resultados desta análise podem influenciar os requisitos que os combustíveis são solicitados em qualquer projeto ou licitação, com a intenção de aumentar a eficiência das instalações, reduzindo de forma real e prática o nível de emissões produzidas.

GRUPO NAPARPELLET (GESBRICK, SL E BITALIA ENERGÍA NATURAL, SL) apresentou esta candidatura ao Prémio Inovação Expobiomasa 2019. Mais informações sobre o Prêmio Inovação Clique aqui