ENERGYLAB apresenta microcogeração residencial-terciária para biomassa não valorizada de alto potencial na Expobiomasa

Microcogeração em escala terciária residencial para biomassa de alto potencial não valorizada

Sistema de microcogeração, localizado nas instalações do centro de pesquisa Energylab (Vigo), que consiste em uma caldeira de combustível térmico de 60 kW térmica, na qual é obtida água quente de até 90C e que alimenta um ciclo Rankine orgânico (ORC). O ORC é similar ao ciclo Rankine básico, mas em vez de água opera com um fluido orgânico R245fa cujo ponto de ebulição é 15,3ºC, que permite o uso de calor a baixa temperatura e simplifica o processo tradicional em termos de complexidade. e custo.

O uso do sistema apresentado permite que o obtenção simultânea de energia elétrica (até 4,4 kWe) e calor da biomassa resíduos não valorizados (poda de videira, kiwi, matagal), contribuindo para diminuir e até mesmo erradicar a dependência energética de seus usuários.

A aplicação da tecnologia estudada permitirá a implementação de microcogeração, obtenção simultânea de calor e eletricidade, a nível residencial-terciário a partir da biomassa residual. Além disso, e uma vez que a operação ideal do ORC depende apenas das temperaturas do foco quente e frio, ele pode ser usado com qualquer tipo de biomassa desde que a caldeira apropriada esteja disponível e aplicada em outros setores, como o gado. A versatilidade e modularidade do sistema permitiriam a sua implantação em pequenas indústrias com fontes de calor residual sem caldeira.

O estudo do processo de microcogeração através do uso de biomassa é uma tecnologia totalmente inovadora. Existem atualmente mais de 16 fabricantes em todo o mundo, mas apenas alguns oferecem soluções de energia dentro da faixa residencial e terciária (até cerca de 50 kWe) devido à dificuldade de incorporar equipamentos padronizados. Portanto, esta tecnologia permite a geração de energia para consumo próprio suportado pela UE (Diretiva 2009 / 28 / CE e Diretiva 2012 / 27 / UE).

Especialmente inovador é o uso de biomassa desvalorizada, permitindo assim contribuir para o desenvolvimento de uma economia circular, convertendo um desperdício sem qualquer valor e cuja gestão envolve custos, em recursos valiosos, melhorando consideravelmente a competitividade dos setores envolvidos.

ENERGYLAB apresentou esta candidatura ao Prémio Inovação Expobiomasa 2019. Mais informações sobre o Prêmio Inovação Clique aqui